PLUGIN_ESTATISTICA
Simecat





Home » Notícias
09/04/2019 | Notícias
Ford abre programa de demissão voluntária na fábrica de Camaçari

Segundo empresa, medida tem como objetivo a adequação à atual demanda de mercado. Complexo reúne atualmente 7.400 mil empregados.

A Ford iniciou um programa de demissão voluntária na fábrica localizada na cidade de Camaçari, na região metropolitana de Salvador. A ação começou na segunda-feira (8) e segue até o dia 26 de abril.

De acordo com a empresa, a medida tem como objetivo a adequação à atual demanda de mercado.

Atualmente, o Complexo Ford reúne cerca de 7.400 mil empregados. Contudo, a organização não informou quantas demissões estão previstas.

Cerca de 90% dos empregados são de Camaçari e Dias D'Ávila, município vizinho à fábrica.

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Júlio Bonfim, o trabalhador que aderir ao programa de demissão ganhará um bônus de R$ 35 mil, além das verbas rescisórias previstas na legislação: Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), multa de 40% em cima do FGTS, 13º salário proporcional, férias e o direito de dar entrada no seguro desemprego.

Inaugurada em outubro de 2001, a fábrica reúne sob o mesmo teto a Ford e 20 parceiros, que fornecem sistemas para os veículos diretamente na linha de montagem.

Na unidade, são fabricados o Ford Ka, nas versões hatch e sedan, o EcoSport e o motor 1.0 de 3 cilindros.

Segundo a empresa, a empresa conta com um modelo de produção inovador, chamado montagem modular sequenciada, aplicado pela primeira vez dentro da Ford Mundial.

O principal diferencial é a participação de fornecedores diretamente na linha de montagem e no processo de produção e não apenas no fornecimento dos componentes do veículo, compartilhando das instalações e das responsabilidades.

O programa de demissão voluntária na Bahia acontece cerca de 50 dias depois que a Ford anunciou o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo (SP). Contudo, segundo a empresa, as decisões não têm relação.

Com o fechamento da fábrica em São Paulo, a montadora vai parar de vender caminhões na América do Sul. De acordo com a marca, a decisão é "um importante marco no retorno à lucratividade sustentável de suas operações na América do Sul".

Os modelos que deixarão de ser vendidos no Brasil quando terminarem os estoques com o fim da produção em São Bernardo são: Fiesta, Cargo, F-4000 e F-350.

Por G1



Voltar Topo
 

Rua Moisés Santana, n° 99 - Bairro São João
Catalão - Goiás. CEP: 75703-060.
E-mail: simecat@simecat.org.br
Telefone: (PABX/FAX): (64) 3442-4296

© 2010 - 2013 Copyright

HISTÓRIA
DIRETORIA
CONVENÇÃO COLETIVA
ACORDOS COLETIVOS
HOMOLOGAÇÃO
NOTÍCIAS | FOTOS | VÍDEOS

CURSOS
EVENTOS
ASSESSORIA JURÍDICA
CONVÊNIOS
FILIE-SE
FALE CONOSCO